[ editar artigo]

5 macro tendências dos Projetos Patrocináveis

5 macro tendências dos Projetos Patrocináveis

No início de 2019 iniciamos uma análise de mercado sobre as principais tendências para os eventos, mas principalmente sobre como as marcas se relacionariam com seu público. Porém, imaginávamos que isso aconteceria a partir de 2022, considerando ainda a visão da Transformação Digital como a bandeira do momento. Analisamos empresas de diversos segmentos e comparamos com estudos que apontavam algumas tendências.

Numa análise do cenário atual, vemos que Transformação Digital não é mais tendência, mas necessidade presente. Fazer evento online, marketing de conteúdo, inbound marketing é o mínimo necessário e ainda, aprimorado para vivermos nesse "novo mundo".

Olhando de forma otimista para esse momento, a realidade é que todos nós estamos precisando repensar e criar novas formas de relacionamento: alguns descobrindo as redes sociais, outros percebendo a necessidade de ter um e-commerce, empresas trazendo seus eventos para o online. Mas, e aí? Se ser digital é o mínimo, como eu diferencio meu negócio? Como eu gero valor? Como tenho relacionamento humanizado com o meu público? Onde e como eu posso aplicar meus recursos patrocináveis?

Essas perguntas a gente fez aqui na C45 e a conclusão foi a definição de 5 principais tendências:

Criatividade:

A criatividade é a próxima - eu até diria a atual - grande bandeira, assim como a Transformação Digital foi um dia. Cannes Lions, em 2019, trouxe a criatividade como vantagem competitiva, e criou a categoria de avaliação Transformação Criativa de Negócios. Harvard diz que o futuro do trabalho humano é a imaginação, a criatividade e a estratégia. Linkedin e Fórum Econômico Mundial já trazem há alguns anos a criatividade como a principal skill do profissional.

É importante a gente entender que a criatividade não é só o viés artístico, mas uma ferramenta de geração de renda, valor, diferenciação de mercado e empreendedorismo. 

O que mais ouvimos ao redor do mundo e é incontestável: O brasileiro é Criativo. Se o mundo inteiro enxerga a criatividade no brasileiro, como podemos fazer disso a nossa principal estratégia de diferenciação? Sendo nosso borogodó a moeda do futuro, se tem alguém que pode sair dessa muito bem, esse alguém é o brasileiro!

Drop Content

Já estamos percebendo a mudança na forma como consumimos conteúdo, não é? Isso vai mudar muito ainda. O acesso à informação, ao conteúdo, está cada vez mais rápido e acelerado pelo isolamento social. Se eu quero ouvir alguém ou algo, tenho acesso na "palma da mão". 

Além disso, até o momento, estávamos acostumados a esperar meses por um evento para poder ouvir certos palestrantes. Agora eu tenho esse palestrante ao vivo, em um evento online ou em uma live na sua própria rede social.

Outro ponto é que estamos perdendo a inibição de "aparecer", de postar um conteúdo, de lançar uma ideia. Vemos que o protagonista não é mais a marca, mas o indivíduo, o empreendedor que está se sentindo cada vez mais empoderado a falar, expressar e, principalmente, mostrar a forma como ele quer se relacionar com a sua marca.

Vai da gente estar atento ao contexto e nos aproveitarmos desses insumos para definir nosso posicionamento estratégico de marketing.

A tendência é entregar conteúdos de qualidade, com alto grau de engajamento (importante trazer algo inovador) e em curtos espaços de tempo.

Transformação

Cada vez mais, as pessoas estão buscando se relacionar com marcas que trazem, em algum nível, conexão emocional. Isso é tão claro, que se olharmos para quem seguimos no Instagram, poucos são marcas, porque as pessoas querem ver e falar com pessoas. Destacam-se, nesse caso, empresas que conseguem desenvolver conexões emocionais.

Essa conexão é a transformação que a marca impacta no seu público. Você, como marca, está transformando o ecossistema que está inserido? Como você conta essa história? Seus eventos são transformadores? Como as pessoas vêem isso? Como a sua rede de clientes e parceiros participa dessa transformação?

Nada mais fácil de saber quais transformações são essas do que questionar para o seu próprio público. Novamente, como a sua rede de clientes e parceiros participa dessa transformação?

Você pode ter as respostas dentro de casa. Ou melhor, dentro da sua comunidade.

Comunidade

A quarta tendência são as comunidades. É importante a gente entender que comunidade não é conteúdo, é troca. A premissa é o engajamento.

Uma comunidade só dá certo se o público está engajado e compreende a colaboração como necessária. Quem deve alimentar a comunidade são os próprios participantes, por desejo de pertencer.

Mas como engajar seu público a contribuir na comunidade?

Para trazer engajamento é necessário ter um ponto em comum. Assim como a criatividade, por exemplo, que independente de todas as personas do meu negócio, está empregada na vida de todos eles.

Quando eu conheço esse ponto em comum e, como marca, me apresento empoderando esse movimento, eu começo a aproximar pessoas que também acreditam na mesma bandeira e ofereço um lugar onde ela possa se expressar e trocar. It's all about people.

Por isso não acredito que movimentos sejam possíveis quando liderados apenas por marcas, mas de indivíduo para indivíduo.

Já pensou quanto insumo para sua estratégia de marketing, vendas e de negócios uma comunidade pode trazer? 

Já pensou se você não precisasse mais depender somente da produção de conteúdos internos, mas sim ter uma rede de pessoas falando sobre o que você acredita? 

Imagina se, para todos os problemas da sua empresa, você tivesse uma comunidade de personas dispostas a te ajudar a resolver? 

Imagina se o teu evento fosse a consequência de um coletivo de ideias que acreditam no movimento?

Comunidade engajada é isso!

Pequenos encontros

Enquanto seres humanos precisamos do contato físico, afinal, somos feitos para viver socialmente presentes. Mas acreditamos que isso se dará em forma de pequenos encontros.

A missão dos eventos físicos será proporcionar para as pessoas mais engajadas com a marca, transformação e alto grau de encantamento.

Criatividade para vender a Criatividade

Transformação Criativa
Brndon Tavares
Brndon Tavares Seguir

Amante de vendas e da criatividade. LGBTQIA+

Ler conteúdo completo
Indicados para você