[ editar artigo]

Quantos artesãos foram necessários para criar a Roda?

Quantos artesãos foram necessários para criar a Roda?

O ser humano é, desde o princípio de sua existência neste planeta, um artesão.

Seguindo a linha de raciocínio das teorias aceitas hoje, desde que o ser humano começou a desenvolver sua inteligência, começou na busca em se desenvolver para facilitar a sua luta pela sobrevivência, usando os materiais que a natureza lhe oferecia à sua volta, como pedras, peles, ossos, argila, cipó e tudo o mais que a sua criatividade lhe revelava. Criou e aprimorou, ao longo do tempo, armas para a caça, ferramentas, utensílios, vestimentas, adornos e tudo o mais que fosse necessário para suprir as suas necessidades.

 Quantos artesãos habilidosos, ao longo do tempo, foram necessários para criar a roda?

O artesanato sempre teve uma função de grande destaque no desenvolvimento da raça humana desde os primórdios, isso é fato.

Com a chegada da era industrial, houve um grande impacto nesta economia que era muito relevante até então.

Hoje, na era tecnológica e digital, o artesanato ainda permanece com sua relevância, seja por Hobbies, seja como expressão cultural, seja de que forma for.

A verdade é que, para nós humanos, a capacidade de criar com as mãos sempre foi algo natural e necessário.

Mesmo que a nossa evolução como sociedade nos leve cada vez mais a usar nosso intelecto, nossa mente;  temos a necessidade de criar com as mãos e, mesmo muitos que acreditam não possuírem habilidades para tal, admiram os trabalhos artesanais.

Mas isso não quer dizer que se valorize o trabalho artesanal. A grande maioria das pessoas compara uma peça manufaturada com uma peça industrializada.

 O artesão, mesmo tentando reproduzir em série alguma peça; esta será única, pois, nós humanos não somos máquinas, portanto, sempre haverá detalhes únicos em cada peça, seja um traço mais reforçado ou mais fraco, um tom mais claro ou mais escuro, um detalhe mais acentuado aqui e ali... E é aí que eu vejo o maior encantamento de uma peça artesanal - essa peça é única em si mesma! Outro aspecto que me encanta é que uma pessoa esteve ali, tecendo fio a fio, moldando cada parte, criando cada detalhe...

Quem sabe nesta nova época em que vivemos, cada vez mais tecnológica, uma peça artesanal e seu criador sejam devidamente valorizados, saindo da linha da pobreza (realidade de grande parte destes profissionais) e vistos como verdadeiros artistas (que é o que realmente são!)?

Nos próximos artigos, vou aprofundar mais sobre este ponto de vista.

Esse é um aspecto de como estou vendo agora, diferente do que vi lá atrás e, bem certo, que será diferente lá na frente. Porque a flexibilidade é o que quebra as resistências.

Transformação Criativa
Estela Pacheco
Estela Pacheco Seguir

Estou sempre em busca de mim mesma. Uma multipotencial. Já experimentei e ainda quero experimentar o que as minhas escolhas têm a me oferecer. Artesã/assistente virtual/poetisa/multiempreendedora/cuidadora de cães/""paupratodaobra"...

Ler conteúdo completo
Indicados para você