[ editar artigo]

Principais Riscos Globais de 2021

Principais Riscos Globais de 2021

Todo começo de novo ano, e antes de sua renomada reunião de líderes internacionais sediada na pequena vila suíça de Davos, o Fórum Econômico Mundial publica um dos reports mais esperados por governos, organizações internacionais, e cientistas: o Report de Riscos Globais.

Esse documento ranqueia os resultados da Pesquisa de Percepções sobre Riscos Globais, um estudo abrangente e detalhado, realizado a fim de identificar os principais riscos que a sociedade pode vir a enfrentar em um futuro próximo. A pesquisa é feita com base na expertise e opinião de 650 líderes e profissionais internacionalmente renomados e experientes. Além dos resultados encontrados pelos pesquisadores, o Report ainda discorre a fundo sobre os principais desafios relacionados a tais desafios.

Resumidamente, esse documento serve como um farol que lança luz sobre os principais perigos que a humanidade pode chegar a enfrentar na próxima década.

Em janeiro de 2021, o Fórum lançou a 16ª edição do report. Os principais resultados encontrados são divididos em duas categorias: Principais Riscos Globais por Probabilidade (riscos que, na opinião dos entrevistados, podem acontecer durante a próxima década) e Principais Riscos Globais por Impacto (riscos que, na opinião dos entrevistados, podem causar danos consideráveis durante a próxima década.).

Mas então, quais são os principais Riscos Globais em 2021? São esses:

Principais Riscos Globais por Probabilidade: i. Clima extremo; ii. Falha na ação climática; iii. Dano ambiental antrópico; iv. Doenças infecciosas; v. Perda de biodiversidade; vi. Concentração de poder digital; vii. Inequalidade digital.

 

  • Principais Riscos Globais por Impacto: i. Doenças infecciosas; ii. Falha na ação climática; iii. Armas de destruição em massa; iv. Perda de biodiversidade; v. Crise de recursos naturais; vi. Dano ambiental antrópico; vii. Crise na manutenção de meios de vida.

O que esse relatório nos mostra? Nas palavras do Professor Klaus Schwab, fundador e diretor executivo do Fórum Econômico Mundial: “A crescente fragmentação da sociedade – manifestada por meio de riscos persistentes e emergentes relacionados à saúde humana, aumento do desemprego, expansão segregação digital e desilusão da juventude – pode trazer graves consequências em uma era que combina uma economia global interligada, riscos ambientais, geopolíticos e tecnológicos.”

O documento também nos mostra que os principais riscos elencados pelos especialista são relacionados à crise ambiental (assim como nos anos anteriores). Obviamente, doenças globais também recebem especial atenção nesse estudo, uma vez que atualmente a humanidade enfrenta a pandemia de COVID-19, além da crise socioeconômica por ela gerada. Além disso, a rápida mudança para os meios digitais, que forçou com que interações sociais e trabalho sejam cada vez mais dependente do contexto digital, também é tratada a fundo pelo relatório.

Os desafios são diversos, complexos, e interconectados. Nesse contexto, espero que 2021 seja o ano da ação e cooperação. Então, mãos à obra! Afinal, já é fevereiro...

Um abraço,

Thales.

             

Transformação Criativa
Thales Dantas
Thales Dantas Seguir

Thales é doutorando em Engenharia Ambiental pela UFSC e curador do @globalshaperfloripa. Ele pesquisa e escreve sobre Economia Circular e Sustentabilidade porque acredita que educação e conhecimento são as chaves para melhorarmos o estado do mundo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você