[ editar artigo]

O impacto da Ansiedade em profissionais e o que fazer pra sair do caos.

O impacto da Ansiedade em profissionais e o que fazer pra sair do caos.

Pra começar a história, bom lembrar que profissionais são seres humanos e seres humanos trazem emoções consigo.

Faço questão de lembrar desse ponto pois em alguns momentos nós mesmos(as), os(as) profissionais, esquecemos disso e inconscientemente permitimos que algumas organizações se esqueçam de nossa humanidade também.

Pois bem, não sei se vocês já sabem mas de acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), desde 2018 o Brasil lidera o ranking dos países mais ansiosos do mundo. Há mais de 18,6 milhões de brasileiros e brasileiras (9,3% da população) batalhando diariamente com essa emoção, que em muitos casos já se transformou em transtorno.

Ou seja, o problema é bem grave (e pra ajudar nosso presidente cancelou os programas de Saúde Mental do SUS). O caos tá aí e infelizmente pouco se faz a respeito.

Acho bacana dizer que a Ansiedade geralmente é descrita pelas pessoas como uma sensação de mal-estar, preocupação ou medo. Quando se torna aguda, ou frequente e "fora do controle", os efeitos podem ser debilitantes.

A Ansiedade está mais entre nós do que pensamos, isso porque a cultura profissional da nossa geração, aprendeu que agradar sempre aos outros, o perfeccionismo, a necessidade de ser forte sempre e ser hiper vigilante (ou se antecipar à ameaças emergentes) eram sinais de competência.

Digamos que essa receitinha levou pessoas ao sucesso. E outras à Ansiedade.

Brevemente citando, quero contar aqui que eu já sofri na pele os impactos terríveis da Ansiedade enquanto profissional. Na época do meu ápice ansioso, eu trabalhava em um ambiente tóxico dentro de uma mega organização e pra que eu me curasse escolhi sair daquele ambiente. 

04 Impactos da Ansiedade em profissionais

1) Quando essa emoção está agitada, o primeiro impacto é em suas ideias e pensamentos. A confusão mental passa a ser frequente, a preocupação a respeito da opinião dos outros e do que estão pensando sobre você começa a te paralisar. Logo, isso impacta diretamente na capacidade criativa e de resolução de problemas.

A ansiedade tem o poder de te travar e acabar com teu potencial criativo.

2) As demandas de trabalho irrealistas nos fazem pensar e acreditar que não somos bons o suficiente, ou seja, alerta toxidade máximo! Isso se torna um looping interminável e uma fonte de sofrimento gigante, especialmente se você é altamente comprometido(a) com o que faz.

3) O desempenho cai lá no chinelo. Enquanto você lida com a Ansiedade dentro de sua própria mente, você vê suas entregas escorrerem por suas mãos e ao mesmo tempo, em muitos casos, é difícil para um carvalho reverter isso.

4) Inevitavelmente muitas pessoas acabam evitando abrir a questão para seus chefes afinal, por conta dos tabus a cerca disso, é muito comum que as organizações enxerguem com preconceito ou fraqueza da pessoa essa situação. Você quer ser visto como eficiente e resiliente, não admitir "uma fraqueza". Ou seja, mais um alerta toxidade aí. No fim você acaba se sentindo sozinho(a) para lidar com algo tão complexo. 

O que fazer? Yes, há solução <3

Algumas pessoas são mais vulneráveis ​​à Ansiedade do que outras e as pessoas experimentam algum pico dela em diferentes períodos da vida.

A Ansiedade não é algo que possamos eliminar totalmente e, às vezes, a Ansiedade pode ser útil pra melhorar nosso desempenho.

Por isso eu gosto de dizer que o segredo está em transformar a Ansiedade de vilã à aliada. E sim, você pode fazer isso.

Saindo do caos em 05 passos.

1) Entenda e reconheça que estar estressado(a) ou no caos 99% do tempo não são estados naturais. Crescemos profissionalmente acreditando que esses são estados aceitáveis (e possivelmente até já endeusamos a sobrecarga e o estresse) mas a verdade é que não são estados aceitáveis. Se te estressa, se te desconcentra e se te faz sentir mal a maior parte do tempo, para e repense pois você é forte candidato(a) a desenvolver Ansiedade.

2) Peça ajuda. Se você percebe que esse estado que citei aqui em cima é frequente em sua vida e rotina profissional, busque uma pessoa de confiança e que seja sensível ao tema pra falar a respeito. Essa é a pessoa que vai te apoiar e ajudar se você precisar! Nem sempre será seu chefe ou alguém da família pois nem todo mundo tem a sensibilidade para entender esse momento.

3) Procure um(a) profissional da saúde. Psicólogo, psiquiatra ou algum especialista no tema. Esses profissionais vão te direcionar ao melhor tratamento, confie neles.

4) Deixe seus tabus de lado. Terapias, medicamentos e cuidados com sua Saúde Mental não são coisas de gente louca, como já cansamos de ouvir por aí.

Isso tudo é coisa de gente responsável, madura, que se ama e que quer o melhor pra si.

5) Mergulhe em seu processo de cura como se fosse aquele projeto da sua vida profissional. Cuide-se como se você estivesse cuidando da pessoa mais importante da sua vida e lembre-se que nenhum CNPJ vale mais que sua Saúde Mental. Se a mudança fizer parte do seu processo de cura, abrace-a.

O fim de um ciclo pode ser doloroso porém o início de outro poderá te trazer a alegria de volta.

E a dica bônus é: Nos momentos difíceis lembre-se que ao buscar ajuda e tomar as ações necessárias pra cuidar de ti mesmo(a), com o tempo vocé aprenderá a lidar com a Ansiedade e isso tudo vai passar!

Fontes: Revista Exame, World Economic Forum e Financial Times.

Transformação Criativa
Julia Guedes
Julia Guedes Seguir

Não sou coach e nem ofereço milagres, falo abertamente sobre saúde mental e ansiedade ✌🏽✨ Esse é meu Borogodó!

Ler conteúdo completo
Indicados para você