[ editar artigo]

No fundo você sabe o que fazer agora

No fundo você sabe o que fazer agora

É chegado o momento de se confrontar. De olhar para dentro. A velocidade do cotidiano nos afasta de ouvir nossa intuição, nossa voz - pé na terra - que carrega os valores, as experiências e a sabedoria construída na jornada. 

A avalanche de estímulos rápidos, fugazes e por vezes rasos da vida online venda os olhos da curiosidade que guia a descoberta reveladora sobre os mínimos estímulos contidos na fumaça de um incenso queimando, por exemplo, ou nas ondas dos cachos da amada, ou na emoção expressa numa boa canção brasileira. 

Não romantize a crise. Sinta e chore a bad. Ela é parte do processo assim como é necessária a lua minguante para podar os ramos supérfluos. Olhe ao redor... onde você está agora? O que de melhor lhe aconteceu hoje? Alguém foi gentil contigo? Você retribuiu? Lembre-se que like não conta. Estamos buscando a vida real, a beleza na concretude sem edições. 

Um portfólio é um recorte das suas melhores poses, mas a natureza humana é engendrada e cheia de mistérios que não damos a ver para não poluir o feed. Afinal quem celebra a derrota? E se hoje, antes de respirar fundo e começar, a gente fizesse um brinde às nossas derrotas? Fazer uma piada ácida com um erro conflitante que desconcerte o outro que está te olhando entre o julgamento e a piedade.

Transformação Criativa
Ler conteúdo completo
Indicados para você