[ editar artigo]

Afinal, o que é futurismo??

Afinal, o que é futurismo??

Sinto que essa é uma grande dúvida no imaginário popular, a filosofia do futurismo está se espalhando cada vez mais, e isso é fantástico, o conhecimento está ficando cada vez mais acessível. Mas com o passar do tempo isso pode gerar grandes dúvidas e mal entendidos.

A primeira coisa que se deve entender é que o futurismo não é uma narrativa única, diferentes estudiosos e diferentes instituições têm diferentes conceitos e visões acerca do futurismo.

Outro ponto que deve ser compreendido é que o futurismo não é a única disciplina de estudos do futuro. Existem diversas outras, como cool hunting, forecasting, pesquisa de mercado, pesquisa de tendências e etc. Cada uma dessas disciplinas têm sua própria metodologia e campo de estudo específico.

Mas afinal, o que é o tal do futurismo??*

É uma disciplina que investiga, explora, traduz e acelera as possibilidades do futuro. Encontrando cenários possíveis e/ou desejáveis, para que com essa informação possamos tomar melhores decisões para gerar impacto positivo no mundo, seja no presente ou no futuro.

O futurismo tem como fontes a ciência, tecnologia e o mundo dos negócios. Normalmente, quando fala-se que essas são as fontes as pessoas questionam — Mas e as ciências humanas, como sociologia, antropologia e economia, elas não são fontes também?

Sim, elas são, mas de forma indireta, afinal as ciências sociais aplicadas estão atreladas as 3 fontes que citei. Como dito por Tiago Mattos:

As novas tecnologias, as descobertas científicas e as empresas são o motivo e também o resultado de novos valores sociológicos, antropológicos, psicológicos e econômicos da sociedade.

É paradoxal, mas é verdade, as novas tecnologias, as mudanças na ciência e nas empresas são a causa das mudanças, mas também são a consequência desse processo.

Outro ponto importante é de que não existe apenas um futuro. E isso pode ter duas interpretações, a primeira é puramente temporal, porque na organização do futuro existem 3 diferentes classificações:

Futuro emergente: tem duração de 0 a 5 anos.

Futuro pós emergente: Tem duração de 6 a 10 anos.

Futuro-futuro: Tem duração superior a 10 anos.

A outra interpretação da frase “não existe apenas um futuro” é de que o que o futurismo conclui são possibilidades, encontra-se cenários possíveis. O futurismo é exploratório, não é premonitório. Segundo James Dator:

O futurismo não é premonitório. Não há nenhum futuro para ser previsto, o que existe são vários futuros alternativos para serem antecipados de modo a gerar impacto positivo e minimizar problemas futuros.

Então, o trabalho do futurista não é prever o futuro, é estudar dados, analisar tendências, explorar cenários possíveis e fazer as perguntas certas para nos direcionar a melhores oportunidades de criar um futuro desejável, com a tradução dos sinais do presente podemos bolar estratégias para construção desse futuro positivo.

Falando sobre futuro desejável, muitas pessoas têm visão muito pessimista ou muito otimista sobre o futuro. Acredito no meio termo. Quando conceituei o futurismo deixei claro que durante o processo encontramos cenários possíveis e/ou desejáveis. Isso porque nem todo cenário possível é desejável, mas devemos levá-lo em conta para que possamos criar estratégias de evitá-lo e portanto, criar o futuro desejável. Explorando possíveis futuros podemos construir cenários mais atrativos.

O futurismo deve estar atrelado fundamentalmente com o compromisso de gerar impacto positivo. Honestamente, se alguém analisa dados e tendências apenas para chocar pessoas com notícias assustadoras, isso não é ser futurista. Muitas vezes pode-se encontrar cenários negativos, mas o objetivo fundamental deve ser: Como minimizar ou evitar esse cenário.

Hoje o futurismo é uma profissão, mas em breve será uma habilidade que todos nós teremos de possuir. Por ser uma disciplina que envolve de forma transversal todos os mercados, todas as áreas e todos os conhecimentos do mundo. É preciso viver o futuro.

Afinal, o presente constrói o futuro. E o futuro reconstrói o presente.

*Existem vários conceitos sobre futurismo, dentre todos o que eu mais concordo atualmente é o conceito construído pela Aerolito, conceito o qual eu me baseei para desenvolver esse texto.

Esse texto foi escrito originalmente para a Tribus Kabana, segue lá no insta :)


Caso você queira aprender mais sobre futurismo siga a Tribus Kabana nas redes sociais e aqui no Medium. Além disso conheça também grandes referências como: Tiago Mattos, Lidia Zuin, Aerolito, Singularity University, Futurism, Institute for the future. Bom, esse é apenas o começo, há muito a se explorar.

Transformação Criativa
Victor Maués
Victor Maués Seguir

Sou futurista, facilitador de projetos e produtor de conteúdo. Acredito no poder da aprendizagem humana pra gerar cenários de abundância no mundo, por isso iniciei a Tribus Kabana.

Ler conteúdo completo
Indicados para você