[ editar artigo]

5 habilidades que não podem faltar nos negócios do futuro.

5 habilidades que não podem faltar nos negócios do futuro.

Por mais que a gente saiba que quem manda no mundo está longe de resolver os problemas dele, também sabemos que não dá pra ignorar o que vem sendo dito nas principais organizações e instituições econômicas mundiais. Essas pessoas ditam as diretrizes a gente querendo ou não, e o jeito mais eficiente e eficaz de reverter essa situação é aprender com elas e tomar as rédeas para criar o mundo que no futuro será colaborativo. 

O Fórum Econômico Mundial lança, anualmente, o “Future of Jobs” ou “Futuro do Trabalho” que mapeia os empregos e habilidades do futuro. Neste relatório para 2025, a previsão é que as máquinas substituam 85 milhões de empregos e a junção da tecnologia, algoritmos e humanos criem novos 97 milhões. Ainda traz o dado gritante de que 40% das habilidades consideradas essenciais hoje, irão mudar completamente.

O documento traz as seguintes habilidades como fundamentais: pensamento analítico, aprendizagem ativa, capacidade de resolver problemas complexos, pensamento crítico e criatividade. A capacidade de liderar e influenciar, de entender e usar tecnologia no trabalho, inteligência para ser mais produtivo e menos ocupado, resiliência e raciocínio voltado a resoluções de problemas vem logo em seguida.

O Fórum é Econômico, e por isso a gente acredita que faltam algumas pitadas de consciência para que essas habilidades do futuro sejam de fato para um futuro onde o planeta esteja apto a se regenerar e oferecer os insumos que o ser humano necessita para sobreviver.

Para embasar com mais clareza o que essas habilidades querem dizer na prática, a gente listou 5 delas que aplicamos todos os dias nos nossos negócios para gerar cada vez mais impacto social e menos impacto ambiental. São elas:

  1. Pensamento sistêmico: é a base de todas as outras habilidades. É a noção de que tudo está conectado, de verdade! É causa e consequência, precisa-se ter clareza que para chover no Sul do mundo inteiro a Amazônia precisa estar de pé. Precisa-se entender que o ser humano, o homo sapiens é apenas uma parte da natureza e que ele depende dela para sobreviver - embora a natureza em si, selvagem, viva muito melhor sem o ser humano. O pensamento sistêmico coloca cada ser como importante e considera que para eu ser feliz, todo mundo precisa ser feliz também.

  2. Capacidade de trabalhar na incerteza: se as coisas mudarem, aprenda com elas! O futuro é incerto. Sim, temos certeza que haverã amanhã, mas não sabemos como ele vai ser e precisamos estar preparados para saber deixar fluir. Aprender a aprender é um trunfo tão essencial quanto ter o conhecimento hoje. A mudança é a única constante na vida, aprenda a não ser derrubado por ela. E como se faz isso? Tenha repertório, leia, ouça e veja coisas de várias áreas, de vários autores, vários lugares. Não se restrinja ao que você já faz. Entenda que o conhecimento está em todo lugar e não só nos métodos convencionais - uma boa conversa de bar com alguém que você discorda totalmente é um belo jeito de começar. Os negócios podem ser muito mais subjetivos do que parecem.

  3. Modelo mental da abundância: tem pra todo mundo! O modelo da escassez é o que gera tudo que estamos vivendo hoje: com MEDO o ser humano é capaz de qualquer coisa. Uma pessoa com medo da fome, da solidão, do julgamento, das incertezas, é uma pessoa perigosa. Quando trabalhamos sabendo que tem pra todo mundo, que “não vou ficar sem” a chance de resultados positivos é muito maior e assim começam os círculos virtuosos. O modelo mental da abundância é uma ferramenta essencial para os negócios do futuro.

  4. Habilidade de articulação e colaboração: o futuro é colaborativo e compartilhado. Os copyrights estão ficando cada vez mais sem sentido, os copylefts estão se tornando cada vez mais presentes na vida cotidiana. Invista na habilidade do ganha-ganha: pra você ganhar, todo mundo vai ter que ganhar e o ambiente em que você vive faz parte da equação.

  5. Escala e/ou impacto: levar para mais pessoas o que descobriu, o que viu, o que testou, onde errou, o que aprendeu. Temos ferramentas hoje para levar conhecimento para o mundo todo. Tudo de bom que fizer, encontre um meio de levar para mais gente. Sustentabilidade criativa é conseguir impactar uma porrada de gente, ganhar dinheiro, usar dinheiro para transformar e não destruir o planeta que te sustenta.

Finalmente o mundo está começando a correr atrás do prejuízo. Agora é a hora de nos apropriarmos dessas habilidades e fazer o jogo virar de verdade.

O borogodó que a gente tem aqui, em cada canto desse Brasil, é prova viva de que estamos prontos pra nos juntar.

Abração, 

Jo.

Transformação Criativa
Casa Origem
Casa Origem Seguir

Somos uma ferramenta de transformação social e ambiental no mundo. Acreditamos que a comida pode - e vai - transformar a sociedade.

Ler conteúdo completo
Indicados para você